O Fada do Dente


Mais uma vez, o ator Dwayne Johnson (“O Escorpião Rei”, “Treinando o Papai” e “A Montanha Enfeitiçada”) volta aos cinemas em um filme para toda a família. Após participar de outras duas produções Disney, que fizeram bonito nas bilheterias, ele renorna aos cinemas em “O Fada do Dente”, da Fox Film, mostrando a importância de acreditar em nossos sonhos.

Quando pequenos somos levados a acreditar em seres e histórias como Papai Noel, Coelho da Páscoa, entre outros personagens que nos inspiram e ensinam a usarmos a nossa imaginação para sonhar. O cinema de um certo modo é igual. Quando assistimos a um filme, acreditamos nos personagens inventados e suas histórias. Em “O Fada do Dente”, novo filme família da Fox, percebemos o quanto nós adultos acabamos esquecendo essa magia toda que acreditávamos quando crianças.

Na história, Dwayne é Derek Thompson, um jogador de hóquei implacável conhecido por todos como “O Fada do Dente”, pois ele tem o hábito de arrancar dentes de seus adversários em campo. Derek tem uma vida boa, mas não acredita em nada, tanto que sempre que pode acaba destruindo os sonhos das pessoas, mesmo achando que está apenas sendo realista e dando um bom conselho.

Depois de destruir os sonhos de um garotinho, ele é condenado a uma semana de trabalho duro como um Fada do Dente de verdade, com direito a asas e varinha de condão. Uma difícil tarefa que vai fazer com que ele aos poucos redescubra os próprios sonhos há muito deixados de lado.

Dirigido por Michael Lembeck (“Meu Papai é Noel 2” e “Meu Papai é Noel 3”), veterano em comédia para a televisão, “Friends” e “Mad About You”, o filme consegue trazer uma história divertida e simples, mesmo com um roteiro já utilizado em produções, que pode ser de primeira vista ser considerado batido, mas o filme entretém e traz uma bonita mensagem que as vezes esquecemos, a importância dos sonhos.

As cenas mais divertidas do filme que vão garantir boas risadas para a criançada e até mesmo para os adultos são entre Derek e seu instrutor Tracy (Stephen Merchant), que vai sofrer para conseguir colocar na linha o grandalhão.

Além de Dwayne, outro nome que se destaca no elenco é o da atriz veterana, Julie Andrews (Lily), que já participou de diversos longas voltados para a família e foi premiada com um Oscar, um Globo de Ouro e um BAFTA por seu trabalho em Mary Poppins. Assim como eu seus últimos trabalhos, como em “O Diário da Princesa” e na sequência, “O Diário da Princesa 2”, mesmo aparecendo em poucos momentos do filme, ela consegue se destacar com toda a sua graciosidade e talento, mostrando que somente ela teria o carisma para interpretar um ser tão mitológico como a rainha das fadas.

Durante a produção, muitos podem se lembrar do filme “Treinando o Papai”, produção Disney de 2007, também estrelada por Johnson, que parece ficar muito bem nesse tipo de produção, que chama público para os cinemas.

O Fada do Dente” é voltada para toda a família, sendo a pedida para o fim das férias, mostrando a importância de deixar que as crianças sonharem, fantasiarem e usarem a sua imaginação. Ele se destaca por conseguir trazer a magia na dose certa, que só encontrávamos com freqüência em filmes dos estúdios Disney, que só ela sabia fazer.

 

Nota:
Crítica por: Léo Francisco (PlanetaDisney)